Senador Pinheiro diz que crise é “pessoal”, não do partido

por 11:10 0 comentários

O senador petista Walter Pinheiro afirmou anteontem à Folha que a crise que envolve o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, é do ministro e não, do PT. A afirmação é mais um sinal da erosão do apoio a Palocci no próprio partido. Na semana passada, o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT) já havia reclamado publicamente da demora do ministro em esclarecer o faturamento de R$ 20 milhões com uma empresa em 2010. Conforme a Folha revelou, o ministro multiplicou seu patrimônio por 20 nos últimos quatro anos. “É preciso separar as coisas: essa é uma crise pessoal, não do PT. O benefício foi para o cidadão [Antonio Palocci], não tem nada a ver com o partido”, disse o senador baiano. Na semana passada, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) já havia sugerido a saída de Palocci em almoço com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Pinheiro disse que não defende o afastamento do ministro do cargo, mas cobra explicações do correligionário. “Não estou dizendo que ele se vire, o PT tem que dar solidariedade, mas ele tem obrigação de dar explicação porque é um homem público”, afirmou o senador. (Folha)

Ricardo Matense

Vereador de Verdade

Ricardo Matense é Vereador no município de Mata de São João, Bahia. Na Câmara Municipal é presidente da Comissão dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Jovem e é o relator da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar meu blog.
Cadastre seu e-mail e receba atualizações gratuitamente.

Um abraço,

Ricardo Matense