Chuvas: Mata de São João pode entrar em situação de emergência

por 15:21 1 comentários
As fortes chuvas na Bahia durante os últimos dias, tem afetado também o nosso município. São diversos problemas percebidos pela população, com alagamento de casas, ruas e escolas. O mais grave registro ocasionado pela chuva em Mata de São João aconteceu na quinta-feira (dia 08): um raio caiu em um duto, resultando no incêndio da parte elétrica de um prédio em construção num condomínio na Reserva Imbassaí.

Na Bahia, 20 municípios já decretaram situação de emergência. O Correio de hoje inclui Mata de São João na lista dos outros 20 municípios que podem entrar para a lista a qualquer momento.

É importante que a população e a Defesa Civil estejam atentos.

Ricardo Matense

Vereador de Verdade

Ricardo Matense é Vereador no município de Mata de São João, Bahia. Na Câmara Municipal é presidente da Comissão dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Jovem e é o relator da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final.

Um comentário:

  1. A Cordec informa que 20 municípios registraram ocorrências por causa das fortes chuvas - Brotas de Macaúbas, Camaçari, Caravelas, Cipó, Gentio do Ouro, Iraquara, Juazeiro, Lençóis, Madre de Deus, Mata de São João, Mucugê, Marcionílio Souza, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Gabriel e Teixeira de Freitas ainda não decretaram situação de emergência. No total, são 40 os municípios que sofrem com as fortes chuvas.

    O coordenador da Cordec, Antônio Rodrigues, ressalta que para os municípios receberem recursos federais é imprescindível a elaboração de planos de trabalho, que, junto com os decretos e demais documentos, devem ser enviados ao governo federal no prazo máximo de 30 dias, contando da data de ocorrência identificada no formulário de avaliação de danos.

    Com informações da AGECOM/Governo da Bahia

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar meu blog.
Cadastre seu e-mail e receba atualizações gratuitamente.

Um abraço,

Ricardo Matense