Petistas querem Waldir na chapa de Wagner

por 00:02 0 comentários

O apoio da militância petista à candidatura do ex-governador Waldir Pires ao Senado, na chapa do governador Jaques Wagner, foi evidenciada nesse sábado, 13, durante o evento de posse da nova diretoria estadual do Partido dos Trabalhadores, no Hotel Sol Barra. Aclamado pela maioria, o ex-governador reafirmou a sua disposição em participar da disputa, apesar dos discursos de Wagner e do presidente estadual do partido, Jonas Paulo, que defendem a ampliação do leque de alianças para eleger a ministra Dilma Rousseff à presidência da República e a reeleição do governador.

“Temos que escolher se vamos decidir pela chapa dos nossos sonhos ou por uma chapa que reúna os sonhos e o compromisso de dar continuidade ao nosso projeto político, vencendo as eleições”, assinalou Wagner, que ressaltou o papel do Partido Republicano (PR), do senador César Borges, um dos postulantes à vaga ao Senado federal, e do PDT durante o que chamou de “golpe” sofrido pelo PMDB, que rompeu com o PT no estado, lançando a candidatura do ministro Geddel Vieira Lima ao governo estadual.

Forças aliadas - “Não vou impor a minha vontade, mas acredito que a chapa que precisamos construir tem que a cara do nosso governo, com velhos e novos aliados”, afirmou Wagner, ressaltando que essa composição seria com um representante das forças aliadas e um representante das esquerdas. “Mas a esquerdas no sentido amplo, que não é só o PT”.

Convencimento - O presidente empossado nesse sábado, Jonas Paulo, ressaltou o trabalho de convencimento que está sendo feito com a militância, no sentido de fazer com que seja compreendida a importância de eleger a ministra Dilma Rousseff no primeiro turno. “Há um equilíbrio no triângulo São Paulo, Minas e Rio de Janeiro que vai ser quebrado pelo Nordeste, onde a Bahia tem o maior colégio eleitoral. Não se pode pensar a Bahia sem pensar o Brasil”, afirmou Jonas, ressaltando que o quadro político-eleitoral brasileiro ainda não está definido“.

”No plano nacional, há indefinição no PSB, no PMDB e não se tem certeza nem de que Serra será mesmo candidato, especialmente quando as pesquisas mostrarem a vantagem da ministra Dilma Rousseff“, destacou Jonas.

Discurso - Para o deputado Emiliano José, um dos articuladores da candidatura do ex-governador Waldir Pires ao Senado Federal, o discurso do governador não divergiu da vontade dos que defendem a presença de Waldir Pires na chapa de Wagner. ”Nunca se falou em descartar os aliados nem em deixar de fazer inflexões à centro-esquerda“, assinalou o deputado. ” O que queremos é que um dos nomes para a disputa das vagas ao Senado seja o do ex-governador Waldir Pires“, disse o deputado, cujo discurso corroborava com a de boa parte da militância presente, q ue usava no peito um adesivo com os dizeres Voto na esquerda para o Senado".

O ex-governador Waldir Pires, que por foi diversas vezes aplaudido, reafirmou a sua intenção de entrar na disputa. "Se o PT quiser, eu serei o candidato com muita alegria", afirmou, ressaltando ter tido uma conversa "franca" e "amiga" com o governador Jaques Wagner.

Presente ao encontro, o presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra, falou da composição de chapa majoritária na Bahia, que poderia contemplar nomes dos ex-carlistas César Borges (PR) e Otto Alencar. ”Há alianças, com ex-adversários no plano nacional“, disse Dutra.

Fonte: Jornal A Tarde

Ricardo Matense

Vereador de Verdade

Ricardo Matense é Vereador no município de Mata de São João, Bahia. Na Câmara Municipal é presidente da Comissão dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Jovem e é o relator da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar meu blog.
Cadastre seu e-mail e receba atualizações gratuitamente.

Um abraço,

Ricardo Matense