Filme ÚLTIMA PARADA 174 - Algumas palavras...

por 02:06 0 comentários
Acabo de assistir o filme Última Parada 174.

Uma história real, conta os dramas de Alê e Sandro, os nossos jovens, Alessandros, chamados de violetos, violentados desde sempre, vítimas da própria história, ou melhor, da única oportunidade histórica que lhes proporcionamos.

Não dá pra assistir confortavelmente. Não dá para falar logo em seguida. Há um misto de revolta e vergonha. A princípio, não há tanto o que comentar quanto há o que perguntar.

Traficantes de quê?

Porque o copo quebrou?
Porque o menino teve que se virar sozinho e perder o caderninho?
Porque não aprendeu a ler as letras e teve que ler a vida,
fazendo história na avenida, usando as drogas...
Que droga! Que vida!

Usando as drogas da vida:
A avenida, Copacabana! Engana!
Sentindo fome, sem sobrenome, como é que come? Engana!

E essa gente? que não entende, se surpreende, e julga...
de violento, por aparência. E a carência? esquece!
Enquanto isso, traficamos o vício de ter, de ter, de ter...
empobrecemos a sociedade, nossas cidades,
com uma estranha mania de crescer...

Mas nessa história de querer ser, de querer ter, não cabe os "Alê"...

Ricardo Matense

Vereador de Verdade

Ricardo Matense é Vereador no município de Mata de São João, Bahia. Na Câmara Municipal é presidente da Comissão dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Jovem e é o relator da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar meu blog.
Cadastre seu e-mail e receba atualizações gratuitamente.

Um abraço,

Ricardo Matense